Sumitomo lança pedra fundamental de fábrica em Fazenda Rio Grande

Presidente da Fiep destaca bom momento do Paraná na atração de investimentos

O presidente da Fiep, Edson Campagnolo, cumprimenta o presidente mundial da Sumitomo, Ikuji Ikeda (Foto: Rogério Theodorovy)

A fabricante de pneus japonesa Sumitomo Rubber Industries lançou, nesta sexta-feira (27), a pedra fundamental de sua primeira fábrica fora da Ásia, que será construída no município de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba. Para o presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, que participou da solenidade, a instalação da fábrica tem importância estratégica, pois ajuda a consolidar o Estado como um dos principais polos automotivos do Brasil. Também reforça o bom momento vivido pelo Paraná na atração de investimentos, trabalho que tem apoio da Fiep. Na noite desta sexta, Campagnolo embarca para o Japão, onde uma comitiva paranaense apresentará o Estado na busca por novas parcerias com empresas do país asiático.

Acesse a galeria de fotos

A unidade da Sumitomo, que fabrica pneus da marca Dunlop, receberá investimentos de R$ 560 milhões (US$ 346 milhões). A previsão de conclusão da obra é abril de 2013, com início da produção previsto para outubro do mesmo ano. A operação da fábrica demandará a contratação de 1,5 mil colaboradores das mais diversas áreas até 2017. A capacidade total de produção será de 15 mil pneus por dia e será atingida após três anos de operação, sendo que no primeiro ano serão produzidos 2 mil pneus por dia. Em sua primeira fase serão fabricados pneus para carros de passeio, caminhonetes e veículos de carga. O plano estratégico da empresa contempla a exportação para todos os países das Américas do Sul e Central, a partir do Brasil. Atualmente estas regiões são abastecidas com produtos vindos do Japão, Indonésia e Tailândia.

Segundo o presidente da Sumitomo Rubber no Brasil, Ippei Oda, a escolha do local de construção da fábrica está relacionada a diversos fatores, como a posição geográfica estratégica para o escoamento dos produtos para o polo produtor de veículos em São Paulo, além da proximidade com as empresas de automóveis instaladas na região Sul e da estrutura logística desenvolvida. “Estudamos muitas cidades do Brasil, mas optamos por Fazenda Rio Grande, pois foi a cidade que nos ofereceu a melhor planta para a construção da fábrica, tanto em termos de espaço quanto em formato. Além de ser um ponto estratégico para os negócios dentro e fora do Brasil”, disse Oda. Além dele, a solenidade de lançamento da pedra fundamental da fábrica da Sumitomo teve as presenças do presidente mundial da companhia, Ikuji Ikeda, do governador Beto Richa, do vice-governador Flávio Arns e vários secretários de Estado.

Previsão de conclusão da obra é abril de 2013

Para o presidente da Fiep, além de contribuir com a ampliação do polo automotivo paranaense, a instalação da Sumitomo é mais uma prova do bom momento que o Paraná vive na atração de novos empreendimentos. “É a consolidação da sintonia entre o governo e a iniciativa privada na busca de investimentos para o Estado”, afirmou Campagnolo. “Agora, temos que continuar perseguindo melhorias em nossa infraestrutura para possibilitar o crescimento do setor industrial paranaense”, acrescentou.

Além da Sumitomo, o Paraná buscará atrair mais empresas japonesas para o Estado. Na noite de sexta-feira (27), uma comitiva paranaense, que terá a participação do presidente da Fiep, Edson Campagnolo, embarca para o Japão para uma série de encontros com autoridades e empresas do país asiático do setor energético. Saiba mais clicando aqui.