Cascavel 2030 é lançado oficialmente

Publicação com os resultados finais do projeto, que enumera as prioridades para o desenvolvimento do município, foi entregue à comunidade

Campagnolo destacou a articulação das lideranças locais para viabilização do projeto (Fotos: Vanderlei Faria)

A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) entregou à comunidade de Cascavel, nesta quarta-feira (20), o resultado final do projeto Cascavel 2030. A publicação apresenta os objetivos e as ações que visam buscar uma cidade melhor num horizonte de 20 anos. Os temas prioritários para o desenvolvimento da cidade foram apontados durante painéis estratégicos promovidos pela Fiep no ano passado, que contaram com a participação de 133 especialistas e representantes do poder público e da sociedade civil organizada.

Clique aqui e acesse a publicação na íntegra

Confira a galeria de fotos do lançamento

O lançamento do Cascavel 2030 contou com a presença do presidente da Fiep, Edson Campagnolo, que destacou a forte articulação do setor industrial do município para a viabilização do projeto. “A Fiep fez um grande investimento para que esse projeto acontecesse, mas isso só foi possível graças à articulação das lideranças da indústria de Cascavel, incluindo vice-presidentes da Fiep, presidentes de sindicatos industriais e empresários”, afirmou.

O presidente da Fiep destacou ainda o fato de os representantes da comunidade terem apontado como uma das prioridades para Cascavel o desenvolvimento da área de energia. “A busca por fontes alternativas e limpas para geração de energia é um tema que está na agenda dos grandes líderes mundiais. Cascavel mostra que está alinhada com essa tendência e tem muito potencial para crescer nessa área”, disse Campagnolo.

Dillenburg, Vasconcelos, Parzianello, Campagnolo, Marília de Souza, Andrade e Bordin, durante o lançamento do Cascavel 2030

Visão e prioridades

Elaborado pelos Observatórios Sesi/Senai/IEL, área do Sistema Fiep que realiza estudos prospectivos, o Cascavel 2030 tem a intenção de influenciar o planejamento da cidade no longo prazo. Marília de Souza, gerente dos Observatórios, explica que o projeto baseia as propostas de desenvolvimento do município a partir da visão dos representantes da sociedade que participaram dos debates, que pretendem posicionar a cidade como uma “terra de empreendedores, onde a ação integrada e a cidadania transformam a inovação social e tecnológica em prosperidade sustentável e bem-estar para a população”.

Além da área de energia, outros seis temas foram definidos como prioritários para Cascavel pelos participantes dos painéis: Capital Técnico e Tecnológico; Educação e Cultura; Saúde e Bem-estar; Segurança; Transporte e Mobilidade; Urbanismo e Meio Ambiente. Segundo o projeto, o alinhamento das potencialidades e necessidades atuais com as tendências pode indicar com maior clareza o caminho que deve ser percorrido para que se alcance o desenvolvimento desejado.

Nesta quarta-feira, após o lançamento oficial do Cascavel 2030, foi constituída uma secretaria executiva, que será responsável pela articulação para que as prioridades levantadas pelo projeto sejam colocadas em prática no planejamento da cidade.

Além do presidente da Fiep, entre outras lideranças participaram do lançamento os vice-presidentes da entidade João Alberto Soares de Andrade e Edson Vasconcelos, o coordenador regional da Federação no município, Gilberto Bordin, e os empresários José Fernando Dillenburg e José Luiz Parzianello, respectivamente presidente e vice-presidente dos Sindicato da Indústria da Construção Civil do Oeste do Paraná (Sinduscon). O prefeito da cidade, Edgar Bueno, foi representado na solenidade pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Luciano Fabian.

Deixe seu comentário

Seu email nunca será compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados *

ASSISTA