Estudos traçam panorama da inovação e da sustentabilidade na indústria paranaense

Mais da metade das empresas utilizam recursos próprios para inovar; e 43% entendem a importância de participar de ações associativas e sindicais para a melhoria da sustentabilidade no ambiente de negócios

Pesquisas inéditas realizadas pelo Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e apresentadas nesta quinta-feira (9) mostram o panorama da inovação e da sustentabilidade entre as empresas no estado. A Bússola da Inovação, como é conhecida, está na terceira edição e revela dados sobre os esforços, a gestão e os resultados referentes à implantação de ações inovadoras. Já a Bússola da Sustentabilidade é o primeiro levantamento da instituição sobre o tema e traz o cenário de práticas de sustentabilidade. Os estudos foram realizados pelos Observatórios Sistema Fiep, área da instituição que se dedica à pesquisa, prospecção, planejamento e articulação com vistas ao desenvolvimento da indústria paranaense.
Confira fotos do lançamento em Curitiba.

Quando o assunto é inovação o levantamento mostra que pouco mais da metade das indústrias – 52% – realiza atividades de pesquisa e desenvolvimento. Entre as novas práticas, 55% foram para a criação de novos produtos. Mas também ações para melhorar a gestão são realidade em boa parte – 44% – das indústrias. Outras 38% afirmaram que inovam em novos processos produtivos (o resultado é superior a 100% porque algumas empresas inovam em mais de uma dessas áreas).
Outro dado que chama a atenção é que 59% das empresas utilizam recursos próprios para inovar. Entre as 41% que captam recursos externos para isso, apenas 20% do dinheiro vêm de fontes públicas. Quanto ao investimento realizado, 36% das empresas afirmam investir acima de 5% de seu faturamento em inovação, sendo que 43% revelam ter obtido acima de 5% do faturamento graças aos projetos de inovação desenvolvidos.
A Qualinova, indústria com sede em Pinhais, é um case de inovação no Paraná. Confira:

Inovação e competitividade
Já quando questionadas sobre quais atividades contribuíram muito para inovação, 27% das indústrias apontaram a compra de máquinas, equipamentos e outros bens de capital. Em seguida, vieram os treinamentos, com 24%, e aquisição de conhecimentos externos, com 23%. E, entre as práticas internas de estímulo à inovação muito presentes, a principal é o trabalho em equipe – indicada por 50% das empresas.
Um dado preocupante revelado pela Bússola da Inovação é o baixo índice de proteção que as indústrias paranaenses dispensam para suas inovações. Apenas 10% afirmam recorrer a patentes, enquanto 19% se utilizam de acordos confidenciais e 30% registram suas marcas.
Sustentabilidade
Na primeira edição, a Bússola da Sustentabilidade revelou que o emprego da sustentabilidade no modo de produzir foi um dos itens de destaque, com 4,2 pontos, dentro de um score de 0 a 10.
Dentro das parcerias institucionais que as empresas avaliadas buscaram, a sustentabilidade também aparece na cadeia de valor do negócio – desde a produção até a distribuição – é uma preocupação da maioria das respondentes. Neste quesito, as indústrias alcançaram 4,8 pontos.
Além disso, pesquisa, desenvolvimento e inovação para sustentabilidade já são realidade em 27% das indústrias, elas disseram que têm consciência da necessidade de investir para uma boa gestão na organização.
As indústrias também mostraram que entendem a importância de participar de ações associativas e sindicais para a melhoria da sustentabilidade na indústria, 43% delas disseram ser engajadas neste tipo de ação.
A Tecnotam tem como missão ser sustentável, ela nasceu da necessidade de reaproveitar latões. Por meio de um processo de higienização a indústria reaproveita embalagens.

Sobre a pesquisa
A Bússola da Inovação está na terceira edição e coletou dados de 503 indústrias, de 19 setores, instaladas em 91 municípios do Paraná. Os dados foram coletados entre junho e dezembro de 2016 e compilados ao longo de 2017.
A Bússola da Sustentabilidade é uma iniciativa do Sistema Fiep com o intuito de desmistificar e tornar prático o conceito de sustentabilidade no cotidiano das indústrias e promover o entendimento de que sustentabilidade e competitividade andam juntas. Participaram da primeira edição do estudo 154 indústrias, que estão em 48 municípios, de 20 setores industriais. Entre as participantes estão, na maioria, micro e pequenas indústrias, 75% delas. Os setores que tiveram maior volume de respondentes foram TI, Madeira e Móveis, Alimentos e Bebidas e Metalmecânico.
As indústrias participantes dos dois estudos realizaram sua autoavaliação em uma plataforma on-line, recebendo imediatamente um resultado personalizado, com orientações e informações para suas tomadas de decisão. A consolidação desses resultados em uma perspectiva estadual retrata a situação das indústrias paranaenses em relação aos processos que conduzem à inovação.
Em 2018, o Sistema Fiep Fiep lança a próxima edição da Bússola da Inovação. Os dados da segunda edição do panorama da Bússola da Sustentabilidade serão divulgados em 2019.

About Author