Indústrias que medem pegada de carbono recebem selo Clima Paraná

Sete empresas foram certificadas. Nesta edição, a CCR Rodonorte foi a primeira indústria a ganhar o selo ouro plus.

Indústrias com unidades no Paraná que apresentaram voluntariamente relatórios de emissão de poluentes receberam o Selo Clima Paraná. A certificação aconteceu nesta quarta-feira (15), no Campus da Indústria. A inciativa, que tem apoio da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), é um reconhecimento às companhias do Estado que aderem ao Registro Público de Emissões de Gases do Efeito Estufa e adotam esforços para reduzir o impacto ambiental de suas operações. Sete empresas foram certificadas: Alltech do Brasil, Bemis do Brasil, CCR Rodonorte, Grupo Boticário, LightSweet Indústria de Alimentos e SBL do Brasil Projetos.

Confira galeria de fotos!

O presidente do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) Edson Campagnolo parabenizou as empresas que receberam a certificação. “Elas foram proativas e demostraram preocupação e esforços com o meio ambiente e, como consequência, receberam o selo”, pontuou.

O Sistema Fiep, por meio do Instituto Senai de Tecnologia e Meio Ambiente, realiza consultorias na área de meio ambiente e orienta as indústrias para que implementem boas práticas no chão de fábrica para que possam buscar certificações como a do selo.

O selo
As empresas cadastradas são classificadas, em ouro plus, ouro, prata e bronze, de acordo com o nível de verificação dos dados, e recebem o Selo Clima Paraná, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Nesta edição, a CCR Rodonorte foi a primeira indústria a ganhar o selo ouro plus. Para pontuar na categoria, a companhia além de fazer o mapeamento, deve demonstrar por meio de um relatório certificado pelo Inmetro que diminuiu as emissões de poluentes. O presidente da Rodonorte José Moita, disse que o selo é uma forte chancela de como a companhia tem atuado.

A indústria que recebe o selo ouro tem a extensão de um ano da licença de operação. A tendência é que o Paraná passe a exigir o registro público de emissão de gases poluentes, assim como São Paulo e Rio de Janeiro. O secretário estadual do Meio Ambiente, Antônio Carlos Bonetti, destacou que o Selo Clima Paraná reconhece ações efetivas adotadas pelas empresas e que boas práticas como esta precisam ser divulgadas.

A SBL do Brasil Projetos Florestais, recebeu a certificação ouro. O engenheiro florestal da companhia, Juarez Marinhesky, afirmou que é o objetivo da empresa avançar e contribuir nas questões ambientais.

Em 2015, 5 % das indústrias do Paraná mediam as emissões de poluentes, em 2016, o percentual passou a 10%. Carlos Keidel, representante da Bemis do Brasil, Selo Paraná categoria prata, conta que o foco da empresa são projetos de eficiência energética.

De acordo com Clarissa Cunha, representante da Alltech do Brasil, a intenção é trabalhar para atingir a categoria ouro na próxima edição.

About Author