Colégio Sesi Internacional de Londrina participa em março de Conferência Internacional de Educação

O projeto da Microsoft atesta a excelência no uso da tecnologia no processo educacional

Aprender, brincar, criar e trocar experiências. Tudo ao mesmo tempo e em uma sala de aula. Esse é o objetivo do projeto MIE Experts (Microsoft Innovative Educators Experts), que desenvolve interações, com o uso da tecnologia, para unir a inovação à educação e estimular o ensino e a aprendizagem. Com a implementação do MIEE  o Colégio Sesi Internacional Londrina, deseja inserir-se no universo das chamadas “Showcase School”, uma ação global de escolas envolvidas na transformação digital para melhorar os resultados de ensino.

O resultado da iniciativa foi o convite da Microsoft para que o Colégio Sesi participe do E² Global Educator Exchange, que acontece no Canadá em março. O programa é bem recente no Brasil (com duração de um ano), mas essa possibilidade já era aguardada. “Ao buscar o reconhecimento, nos deparamos com este projeto paralelo da Microsoft que beneficia professores que utilizam as tecnologias de forma inovadora dentro da sala de aula”, revela João Paulo Alves Silva, coordenador do Colégio Sesi Internacional Londrina.

A ação inovadora foi desenvolvida pelo professor de Física e Estudos Tecnológicos (Technological Studies), Renato Zandrini, que irá para o E². Ao longo de 2016, o professor criou diversas atividades e dividiu a sala em grupos de alunos. Cada equipe representava uma frente de trabalho de uma prefeitura fictícia, e o objetivo principal era criar uma cidade sustentável utilizando recursos limitados.

“Por meio da disciplina eletiva, desenvolvemos um trabalho na plataforma Minecraft com o tema ‘Sustainable Cities’ (Cidades Sustentáveis) em que os alunos usam a estratégia de gamificação. Esse formato usa dinâmicas de jogos para engajar pessoas, resolver problemas e melhorar o aprendizado, motivando ações e comportamentos em ambientes off-line”, conta o professor. Ele agora pretende angariar informações sobre os currículos dos outros participantes da convenção e partilhar esta experiência com os demais professores do Sesi.

Ainda segundo Zandrini, o engajamento e o comprometimento dos alunos foi acima do padrão, tendo em vista as outras atividades que não utilizaram a estratégia de gamificação. “Ser selecionado me dá a confiança de que o que realmente temos de fazer é prepararmos essa nova geração para se relacionar corretamente com a tecnologia”, explica o professor.

Neste aspecto, o Brasil ainda dá os seus primeiros passos se comparado com outros países, como o Reino Unido, onde a tecnologia é matéria escolar desde os anos 90, ou nos EUA, Canadá e Austrália, que possuem disciplinas específicas. “Por isso, o Colégio Sesi se difere ao oferecer aulas de robótica, tecnologias de informação e comunicação. Começamos a trilhar o caminho para uma educação digital e a pensar a tecnologia no contexto educacional”, enfatiza Silva.

“Para nós, representa um avanço fantástico no campo educacional. E para o Sesi Internacional, graças à parceria com a Microsoft, fica evidenciado o nosso conhecimento como uma escola inovadora. Além disso, faz com que o programa seja mais relevante entre a equipe de professores, um reconhecimento da comunidade de educadores da Microsoft”, salienta o coordenador.

Para Zandrini, não se trata apenas de atrair um público mais jovem, mas de uma iniciativa que realmente pode ajudar a nossa sociedade. “Se não aprendermos adequadamente a nos relacionar com a tecnologia, seremos meros consumidores. Os chamados nativos digitais, ainda que tenham facilidade, não necessariamente sabem usar controlada e eficazmente essas ferramentas e cabe à escola ensinar essa correta relação”, afirma o professor.

MIE Experts x EducAÇÃO inovadora

O objetivo do Microsoft Innovative Educators Experts é se integrar ao ensino curricular, sendo que ao longo do programa são ofertadas aos professores diversas formações EAD, algumas reuniões para troca de experiências por Skype, além da participação em algumas ações promovidas pela MIE Experts. Essa é uma iniciativa mundial, em que professores fazem a utilização de ferramentas tecnológicas em sala de aula de forma inovadora, potencializando a aprendizagem dos alunos e estimulando o aprendizado de forma interativa, prática e prazerosa.

O contato próximo com o projeto MIEE proporciona o reconhecimento de escolas e professores que estão se dedicando. “Tendo em vista a quantidade de professores inativos no programa, quando o Renato foi selecionado para participar desta conferência global ficamos muito contentes com o reconhecimento do trabalho dele! Além disso, com certeza esse passo ativará ainda mais a participação de todos os nossos professores MIEEs”,finaliza o coordenador.

Sobre o Colégio Sesi Internacional

O Colégio Sesi é a maior rede de Ensino Médio Particular do Paraná, com 55 unidades em várias cidades do estado e mais de 13 mil alunos. Criado em 2005 como iniciativa do Serviço Social da Indústria, o Colégio Sesi estimula os alunos a terem mais autonomia em relação aos seus estudos e prepara para o mercado de trabalho, desenvolvendo competências como o trabalho em equipe, com relacionamento e resolução de problemas. Desde 2014 conta também com o Sesi Internacional, que tem unidades em Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Cascavel.

Habilidades essenciais

As Showcase Schools criam experiências imersivas e inclusivas que inspiram o aprendizado para a vida toda, estimulam o desenvolvimento de habilidades essenciais à vida, habilitando os alunos para um sucesso maior. As equipes de liderança das Showcase Schools pertencem a uma comunidade de profissionais que amplia o uso de tecnologias para impulsionar eficiências e a transformação em toda a escola.

About Author